• Telefone: 16 3797-8000 | 16 3635-8032
06/09/2018
Imagem retirada de https://destinonegocio.com/br/gestao/epi-e-epc-como-criar-a-cultura-de-protecao-na-empresa/ Imagem retirada de https://destinonegocio.com/br/gestao/epi-e-epc-como-criar-a-cultura-de-protecao-na-empresa/

Cada vez mais as empresas têm apostado em equipamentos de segurança individual (EPI) para garantir a proteção de funcionários. Mas como funciona uma fábrica que produz itens de segurança? “Uma fábrica precisa atender a alguns quesitos para realizar a produção de um calçado de segurança ou qualquer outro equipamento que protege os funcionários”, explicou à ANSA Paulo Model, coordenador técnico do Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos (IBTeC).   

Além disso, segundo o especialista, para comercializar os produtos, a empresa, primeiramente, precisa realizar vários laudos em um laboratório credenciado, como o IBTeC, para depois ser certificado pelo Ministério do Trabalho. Os itens criados variam de acordo com o ramo de atuação de cada companhia, mas “existem calçados, capacetes, protetores auriculares, botas, vestimentas”, entre outros dispositivos de segurança.   

A IBTeC, por exemplo, é especialista em calçados de segurança apresentará uma fábrica modelo na Feira Internacional de Segurança e Proteção (FISP), em parceria com a fabricante Bompel.   

A expectativa é que o projeto exemplifique, em tempo real, como funciona a transformação das matérias-primas no processo de criação. Lá, “o calçado de segurança será cortado, montado e costurado”.   

“Esta será a primeira vez na história que estaremos mostrando dentro de uma feira a produção de um calçado com injeção direta, sistema que funde o cabedal [parte de cima do calçado] e o solado, em uma única operação”, afirmou Model.   

Ao todo, 20 operários vão manusear 40 máquinas para produzir 400 pares de calçados durante a feira.   

“Nossos produtos possuem qualidade reconhecida internacionalmente, atendendo as exigências de clientes do Brasil e do mundo”, contou Marco Augusto Bombonatto, diretor-geral da Bompel.   

A FISP será realizada entre os dias 3 e 5 de outubro, no São Paulo Expo Brasil, e simultaneamente ocorrerá a 13ª edição da Fire Show. A mostra apresentará 700 expositores e a expectativa é que reúna 50 mil visitantes.   

O evento é organizado e promovido pela Cipa Fiera Milano em parceria com a Associação Brasileira de Associação Brasileira dos Distribuidores e Importadores de Equipamentos e Produtos de Segurança e Proteção ao Trabalho (Abraseg), a Animaseg e o Sindicato da Indústria de Material de Segurança (Sindiseg).  

Fonte: IstoÉ Dinheiro, com informações da Agência ANSA

Lorem Ipsum